Sejam bem-vindos ao mundo da viola caipira.

Esse espaço é para todos aqueles que amam a viola caipira.

Os primeiros passos para aprender a tocar um instrumento são sempre os mais difíceis,e os caminhos são muito longos e que exige bastante esforço.
E por isso,é muito importante contar com um bom material de apoio.

Eu estou aqui para contribuir com o crescimento da nossa *viola caipira*,trazendo algumas imformações que vai ajudar no aprendizado de todos os amantes da viola.

Aqui você vai encontrar tudo sobre teoria,tecnicas,ritmos,acordes,cifras e muito mais para você aprender a tocar viola de uma vez por todas.

O objetivo aqui é direcionar o estudo da *viola caipira*,aos iniciantes e iniciados,visando uma linguagem bem simples e direta,para desenvolver o conhecimento necessário (Teórico e pratico),para que desta forma,toquem sem muitas dificuldades.

Vou deixar bem claro que para ter um resultado satisfatório dependerá,única e exclusivamente,da sua dedicação e perseverança nos estudos.

Então vamos entrar no mundo da *viola caipira*.

13 de jan de 2009

Montagem dos acordes menores.

A formação dos acordes é um processo muito simples, mas temos que ter um pouco de atenção e paciência para que as combinações das notas fiquem corretas.

Isso tudo pode parecer muito confuso.

Então vamos fazer um exemplo prático, passo a passo, para podermos entender tudo isso.

Vamos montar o acorde de Em (Mi menor).

Usando a fórmula do acorde menor que é: T 3ªb 5ª

Vamos montar a metade do acorde, mais especificamente a sua tríade.

Veja na tabela com os graus e as notas em questão:





Veja que a desceu ½ tom, no acorde de E (Maior) ela era G#,

Agora ela é G, por isso ela é chamada de 3ªb (Terça menor).

Lembre- se sempre que é a 3ª (terça) que indica se o acorde é maior ou menor.

Neste caso usamos as notas das tríades que são E, G e B.

Veja como ficou no braço da viola.




Para preencher as cordas e ter uma sonoridade lógica do acorde

vamos acresentar algumas repetições.

Nesse caso vamos repetir a nota E (Mi).



Podemos notar que neste acorde de “Em” foi duplicado a tônica (E), tudo isso pra dar uma sonoridade lógica ao acorde.

Mas também poderiamos duplicar a terça (G), veja como ficaria.



Podemos montar esse acorde assim também.


Mas isso vai acontecer muito na formação dos acordes que vamos ver aqui,

Poderá aparecer:

O dobramento da nota tônica; A duplicação da nota tônica; A triplicação da tônica;

O dobramento da terça, A duplicação da quinta; O dobramento da quinta e assim por diante.




Nenhum comentário:

 
Viola Sem Fronteira -2.008- Todos os Direitos Reservados / Por W.Rweb